32.2 C
Rondonópolis
sexta-feira, maio 24, 2024

Buy now

Governo do Estado quer dobrar número de escolas militares em Mato Grosso

O secretário estadual de Saúde, Alan Porto, disse que o objetivo do governo é dobrar o número de escolas com gestão militar neste ano, mesmo com a gestão federal do PT, em que algumas lideranças do partido já se posicionaram contrárias ao estilo de direção. No ano passado, o partido ingressou com ações na justiça para que declarasse inconstitucional leis estaduais que regulamentam a criação de escolas militares em Mato Grosso.

O modelo de escola cívico-militar foi ampliado durante a gestão do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL). De acordo com Porto, prefeitos do estado têm pedido que o sistema seja implementado em seus municípios a exemplo de bons resultados ocorridos em cidades que tenham unidades militares.

“As escolas militares de Mato Grosso têm dado um excelente resultado. Nós temos 141 prefeitos, ou seja, todos os prefeitos solicitando que escolas militares sejam implantadas no município, as famílias estão solicitando isso”, disse à imprensa nesta semana.

A atual gestão do Ministério da Educação e o presidente Lula (PT) ainda não se posicionaram oficialmente sobre o assunto, mas, independentemente da resposta, o secretário de Mato Grosso destacou que o governo quer passar a administração de mais 30 escolas para o modelo cívico-militar.

“A própria comunidade escolar, quando a gente faz a votação, faz a escolha daquela unidade, passa pelo regime democrático de escolha querem escola militar, não sei como está em outras regiões do país, mas aqui no estado de Mato Grosso nós vamos continuar implementando escolas militares, as leis são estaduais, a lei da escola Tiradentes e Dom Pedro II. Nós começamos o ano com 30 unidades no total e nossa meta é dobrar chegar a 60 escolas dentro do estado”, disse.

estadãomt.

Artigos relacionados

- Advertisement -spot_img

Últimas Notícias