www.asyabahis.org dumanbet.live pinbahiscasino.com www.sekabet.net www.olabahisgir.com www.maltcasino.net faffbet-giris.com www.asyabahisgo1.com www.dumanbetyenigiris.com pinbahisgo1.com sekabet-giris2.com www.olabahisgo.com www.maltcasino-giris.com faffbet.net betforward1.org betforward.mobi 1xbet-adres.com 1xbet4iran.com romabet1.com www.yasbet2.net 1xirani.com www.romabet.top 3btforward1.com 1xbet 1xbet-farsi4.com سایت شرط بندی معتبر
29.5 C
Rondonópolis
sábado, julho 13, 2024

Buy now

Projeto muda número de deputados na Câmara; Mato Grosso ganharia uma vaga

Um projeto de lei de autoria do deputado Pezenti (MDB-SC) ajusta o número de integrantes das bancadas estaduais e do Distrito Federal na Câmara para a legislatura que será iniciada em 2027. As mudanças levam em consideração o Censo Demográfico de 2022, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O texto em análise também determina que o tamanho da representação de cada estado e do Distrito Federal deverá ser anunciado no ano anterior às eleições para a Câmara, a partir de atualização demográfica a ser fornecida pelo IBGE.

“Como se sabe, a Constituição prevê que o número de parlamentares eleitos nos estados e no Distrito Federal varie entre 8 e 70, com ajustes periódicos conforme dados do IBGE. Não obstante, tais números não são atualizados desde 1993”, ressaltou o autor da proposta.

Caso o projeto seja aprovado, Mato Grosso ganharia uma vaga a mais nas próximas eleições. Com isso, a bancada mato-grossense sairia dos atuais oito deputados para nove. Além de MT, os estados do Ceará, Goiás e Minas Gerais também ganhariam uma vaga. O Amazonas aumentaria duas vagas. Pará e Santa Catarina aumentariam suas bancadas com 4 cadeiras a mais.

Por outro lado, pela proposta, o Rio de Janeiro perderia 4 vagas. Depois viriam Bahia, Paraíba, Piauí e Rio Grande do Sul, com 2 a menos cada; e Alagoas e Pernambuco, com 1 a menos, cada. Outros 12 estados e o Distrito Federal permaneceriam com o mesmo número de integrantes.

O projeto ainda será despachado para análise das comissões permanentes da Câmara. Depois seguirá para o Plenário.

Fonte: Só Notícias

Artigos relacionados

- Advertisement -spot_img

Últimas Notícias