27.1 C
Rondonópolis
segunda-feira, abril 15, 2024

Buy now

Controle e manejo biológico são as armas do presente e do futuro contra nematóides, projetam especialistas no 38° CBN

O destaque do segundo dia do 38º Congresso Brasileiro de Nematologia (CBN), em Cuiabá-MT, nesta terça-feira (22/08), foi a mesa redonda que tinha como tema, “Produtos do futuro com maior sustentabilidade e eficiência”, com foco no manejo e emprego dos nematicidas biológicos, com um olhar para o futuro projetando ações de controle e prevenção aos nematóides alinhados com o meio ambiente e com a assertividade. O debate vespertino foi aberto com a palestra do líder global de pesquisa em pragas do solo, Dr. Christoph Andreas Baun, da Bayer/Alemanha, que tratou do tema “Nematicidas químicos: o presente e o futuro”. Segundo ele, o 38 CBN destaca o trabalho desenvolvido na área de pesquisa, que busca inovações, ouvindo especialistas, pesquisadores e os produtores em um só local. “O evento mostra a importância dos Nematoides na agricultura brasileira e é uma oportunidade para mostrarmos como a Bayer está trabalhando para transformar as descobertas químicas no futuro e continuarmos inovando para o agricultor daqui. Hoje, tive a oportunidade de trocar conhecimentos com colegas de empresa, acadêmicos e produtores. Foi uma experiência muito rica e agradeço aos organizadores por proporcionarem esse encontro”, disse. Logo em seguida, a diretora de pesquisa da Microbiota Brasil, Drª Thalita Monteiro, falou sobre “Nematicidas biológicos: o presente e o futuro”. “O controle biológico com o uso de nematicidas biológicos na agricultura é uma realidade no cenário atual, inclusive com o Brasil sendo um protagonista neste contexto. Os produtores realmente adotaram esta tecnologia, e ela se mostra eficiente e segura, e pode ser facilmente incorporada dentro do manejo integrado destes patógenos, porque a alternativa mais eficiente é a utilização de um método de controle, e o controle biológico é mais um dentre outras alternativas a serem utilizadas. Hoje vemos que há baixa diversidade de microrganismos explorados, então esperamos que tenha em breve o registro de produtos à base de outros microrganismos e também de produtos que possam explorar os metabólicos microrganismos e até produtos que tenha a ação em conjunto metabólicos e microrganismos ativos, e por fim esperamos uma maior adesão dos agricultores com a previsão de um crescimento acelerado deste setor nos próximos anos”, explicou. O congressista, Dr. Fernando Andreote, da Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” da Universidade de São Paulo (ESALQ/USP), explanou sobre “A biologia do solo como agente de sanidade ambiental”. “O tema principal foi colocar o solo com um agente central em relação a sanidade, e é dentro deste solo a parte biológica com uma parte ativa, com processos relacionados à sanidade da planta. Então nós sabemos que o solo tem uma série de funções, de dentre as funções biológicas, alguns processos importantes para a sanidade da planta e proteção das mesmas, e nós mostramos como modular essa biodiversidade, como mexer no componente biológico pode nos trazer para um sistema mais saudável, ou seja, mais eficiente no processo da agricultura”, finalizou. O Congresso é uma promoção e realização da Sociedade Brasileira de Nematologia (SBN) e do Grupo Regional de Estudos em Nematoides (GREN-MT). O 38ª CBN conta com o patrocínio da Bayer, Ballagro Agro Tecnologia, UPL, Lallemand, Syngenta, Ingal Agro Tecnologia, Koppert, Spraytech, Basf, Suminoto Chemichal, Corteva Agriscience, Ihara, Omex, Amvac do Brasil, Bioma, Simbiose, APROSMAT, Carbom Brasil. E o apoio da Safrar Análises Agrícolas, e no espaço Startups com a Zagros, Agricamp, On Farming e MS BIO Science.

Foto: Shirle Brito

ASSESSORIA

Artigos relacionados

- Advertisement -spot_img

Últimas Notícias