22 C
Rondonópolis
terça-feira, março 5, 2024

Buy now

Por unanimidade, Conselho de Ética arquiva denúncia do PT contra Medeiros

Representação foi arquivada, nesta quarta-feira, em função dos vídeos comprovarem que não houve agressão
 
Por unanimidade, o Conselho de Ética e Decoro Parlamentar arquivou nesta quarta-feira (30) a representação apresentada pelo Partido dos Trabalhadores (PT) contra o deputado José Medeiros (PL-MT).

Na representação, o PT acusou Medeiros de intimidar a deputada Gleisi Hoffmann (PT-PR) e supostamente agredir o deputado Miguel Ângelo (PT-MG) ao pisar no seu pé durante sessão plenária no último mês de março. Porém, as imagens no circuito interno da Câmara Federal mostraram que não houve agressão, ou seja, as acusações do PT eram infundadas.

Diante das provas apresentadas pelo deputado mato-grossense, que é vice-líder do Bloco de Oposição ao governo do PT, o deputado Albuquerque (Republicanos-RR), relator da representação, emitiu parecer contrário à continuidade do processo que foi aprovado com 13 votos a 0 pelo conselho.

Alvo do PT por ser oposição ao partido desde a época do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), onde foi um dos primeiros parlamentares a pedir o afastamento da petista, Medeiros usou a tribuna da Câmara Federal no mesmo dia que foi acusado pelos deputados do PT para esclarecer os fatos. Na ocasião, o parlamentar pediu desculpas por ter pisado no pé do deputado PT e negou a intencionalidade do ato.

“Apesar das diferenças ideológicas, jamais iria agredir um adversário político”, comentou Medeiros. Ele acrescentou ainda, que virou praxe o PT usar acusações infundadas para representar seus adversários no Conselho de Ética. 

ASSESSORIA

Artigos relacionados

- Advertisement -spot_img

Últimas Notícias