www.asyabahis.org dumanbet.live pinbahiscasino.com www.sekabet.net www.olabahisgir.com www.maltcasino.net faffbet-giris.com www.asyabahisgo1.com www.dumanbetyenigiris.com pinbahisgo1.com sekabet-giris2.com www.olabahisgo.com www.maltcasino-giris.com faffbet.net betforward1.org betforward.mobi 1xbet-adres.com 1xbet4iran.com romabet1.com www.yasbet2.net 1xirani.com www.romabet.top 3btforward1.com 1xbet 1xbet-farsi4.com سایت شرط بندی معتبر
29.5 C
Rondonópolis
sábado, julho 13, 2024

Buy now

GAECO debate com novos delegados em Mato Grosso necessidade de fortalecer combate a crimes ambientais

Promotores do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (GAECO) manifestaram para 17 novos delegados de polícia, recém empossados, a necessidade de olhar mais atento para a área ambiental de Mato Grosso. O encontro contou também com a participação da titular da Delegacia Especializada do Meio Ambiente, Liliane Murata, e da secretária estadual de Meio Ambiente, Mauren Lazzaretti.

Segundo a delegada Alessandra Saturnino de Souza Cozzolino, que atua com investigações relacionadas a questões ambientais no GAECO, o treinamento foi uma oportunidade para discussões sobre metodologias de trabalho e procedimentos administrativos.  “Foi um despertar para a importância da área ambiental. Além de apresentarmos um relato sobre as principais demandas nesta área, nos colocamos à disposição dos novos delegados para troca de experiências e informações”, explicou a delegada. 

O promotor Marcelo Caetano Vachianno falou sobre o trabalho realizado pelo GAECO, destacando a atuação que resultou na operação Polygonum. A investigação, segundo ele, trouxe à tona várias fraudes que eram cometidas no Cadastro Ambiental Rural (CAR) e em laudos de tipologias de vegetação em imóveis situados na Amazônia Legal.  “Foi uma das maiores operações já realizadas no Brasil dentro de um órgão ambiental. A investigação, que teve início em um processo corriqueiro, acabou chegando a várias células de uma organização criminosa que atuava dentro da Sema”, contou. 

O promotor destacou a importância da integração dos órgãos de segurança pública e reforçou que o GAECO é uma força-tarefa interinstitucional. “O GAECO só está no Ministério Público por uma questão de logística. É um trabalho realizado com a cooperação de todas as instituições que participam desta força-tarefa permanente”, afirmou. 

A secretária Mauren Lazzaretti abordou as principais frentes de atuação do órgão ambiental e apresentou alguns sistemas utilizados. Ela se colocou à disposição dos novos integrantes da Polícia Civil para o compartilhamento de informações e atendimento a eventuais demandas.

O GAECO é força-tarefa permanente constituída pelo Ministério Público do Estado de Mato Grosso, Polícia Civil, Polícia Militar, Sistema Socioeducativo e Polícia Penal.

Só Notícias 

Artigos relacionados

- Advertisement -spot_img

Últimas Notícias