www.asyabahis.org dumanbet.live pinbahiscasino.com www.sekabet.net www.olabahisgir.com www.maltcasino.net faffbet-giris.com www.asyabahisgo1.com www.dumanbetyenigiris.com pinbahisgo1.com sekabet-giris2.com www.olabahisgo.com www.maltcasino-giris.com faffbet.net betforward1.org betforward.mobi 1xbet-adres.com 1xbet4iran.com romabet1.com www.yasbet2.net 1xirani.com www.romabet.top 3btforward1.com 1xbet 1xbet-farsi4.com سایت شرط بندی معتبر
29.5 C
Rondonópolis
sábado, julho 13, 2024

Buy now

Agropecuária ocupa mais de 95 milhões de hectares no país

Entre os anos de 1985 e 2022, a área destinada à agropecuária no Brasil cresceu 50%, ocupando 95,1 milhões de hectares (ha), equivalente a 10,6% do território nacional, segundo dados divulgados nesta sexta-feira (6) pelo MapBiomas (Mapeamento Anual do Uso e Cobertura da Terra no Brasil).

Mato Grosso é o segundo estado no ranking de áreas de pastagem, com 5,5 milhões de hectares transformados em pasto.

Áreas destinadas à agropecuária

Ainda conforme o levantamento do MapBiomas, quase dois terços (64%) da expansão da agropecuária no país, durante os anos analisados, foi através do desmatamento para pastagem, totalizando 64,5 milhões de hectares.

Já a modificação da vegetação natural como etapa de preparo da terra para agricultura corresponde a 10% da expansão, atingindo 10 milhões de hectares.

Outro ponto abordado no estudo é o de que um quarto (26%) do aumento da atividade agrícola abrange terras que já passaram por um processo de transformação com ações humanas, equivalente a 26,7 milhões de hectares.

A área de pastagem foi a que mais cresceu, 60% entre 1985 (103 milhões de hectares) e 2022 (164,3 milhões de hectares). Depois, vem o cultivo agrícola, que aumentou 41,9 milhões de hectares durante o período analisado.

Os cinco estados com maiores áreas convertidas em pastagem foram:

  • Pará: 18,5 milhões de hectares;
  • Mato Grosso: 15,5 milhões de hectares;
  • Rondônia: 7,4 milhões de hectares;
  • Maranhão: 5,4 milhões de hectares;
  • Tocantins 4,5 milhões de hectares.

Dentre os mesmos anos, Mato Grosso liderou o ranking de estados com maiores taxas de vegetação natural transformada para uso da agricultura; veja abaixo:

  • Mato Grosso: 3 milhões de hectares;
  • Rio Grande do Sul: 2,6 milhões de hectares;
  • Bahia: 1,8 milhão de hectares;
  • Maranhão: 790 mil hectares;
  • Goiás: 550 mil hectares.

No caso de desmatamento para conversão em áreas agrícolas, o estado mato-grossense está em terceiro lugar; veja:

  • São Paulo: 2 milhões de hectares;
  • Mato Grosso do Sul: 1,2 milhão de hectares;
  • Rio Grande do Sul e Mato Grosso: 1,1 milhão de hectares cada;
  • Paraná: 1 milhão de hectares.

Cultivo

As lavouras de grãos e cana-de-açúcar praticamente lideraram o movimento de expansão, responsáveis por 96% dos casos de desmatamento para cultivo. Nos dois casos de cultivo, a área ocupada atingia 7% do território nacional em 2022, ou seja, 58,7 milhões de hectares.

Dessa parcela, a soja foi o personagem principal, sendo cultivada em 35 milhões de hectares brasileiros, tendo sua área aumentada quatro vezes entre os anos citados pelo MapBiomas.

Fonte: Primeira Página 

Artigos relacionados

- Advertisement -spot_img

Últimas Notícias