22.2 C
Rondonópolis
terça-feira, junho 25, 2024

Buy now

Catadoras de Mato Grosso falam da importância de participar do 1º Seminário Nacional Catadoras na Resistência em Pontal do Paraná- PR

O evento organizando pelo MNCR (Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis), que ocorreu entre os dias 25 e 27 de outubro de 2023, contou a participação e apoio de várias instituições públicas e privadas. No último dia do evento as catadoras contaram com uma programação diferenciada onde foi realizado pelos representantes do Sesc SENAC, Lucas Viana, Loreta Ozelin e Aurilene Zen técnicos de enfermagem e pela representante Comercial Senac Thatieli Guimarães o “Atendimento outubro Rosa” com Tenda de orientação ao auto exame de mama, Teste de glicemia, Aferição de Pressão e Orientação de atividade física  com o prof. João Pedro Olandra com o apoio de 16 alunos do curso técnico do Senac.

Sendo realizado aproximadamente o atendimento de 150 catadoras, entre as quais estavam as 8 representantes de Mato Grosso Anelita Pereira Queiroz Silva, Rosana Pereira dos Santos Simplício, Kelen Aparecida Cunha Galvão as Catadoras representante do Comitê dos Catadores do Estado de Mato Grosso, Catadora Juliane Cristine Sanches de Primavera do Leste, Flor de Liz Augusto de Nobres e Raimunda de Cuiabá.

Para a catadora Anelita Pereira Queiroz Silva de Barão de Melgaço, o evento proporcionou as Catadoras o empoderamento feminino e inclusão onde a sensação de pertencimento e merecimento. Para ela e visível a evolução das Catadoras que participam a algum tempo do evento do MNCR. Onde as orientações trocam de experiência e conhecimento fortalece o vínculo das catadoras e do MNCR que se unem para vencer as dificuldades encontrada pela categoria. Além de proporcionar as Catadoras um momento cultural com o jantar tropical ainda participantes tiveram a possibilidade de conhecer o mar.

De acordo com a Presidente Da Araguaia Recicla Kátia Nabiane da Silva Lima, de Alto Araguaia-MT,

Anos e anos de muita luta, a resistente finalmente voltou o empoderamento social coletivo  das catadoras, apos  vários longos dias entre oficias e palestras realizadas participacao de varias autoridades que dialogaram  varios assuntos voltados pra a inclusão social e dignidade humana.  As catadoras que representam o estado de Matogrosso pelos seus comites regionais levaram suas demandas dos seus estados e municípios, entre eles estado de Mato grosso. É.preciso avançar muito mas . Principalmente  na questão social e ambiental. A economia circular polulat so acontece  desde que haja inclusão social . Porem as catadoras do  estado de Mato  groso entre elas esta a presidente da associação  Kátia Nabiane volta muito esperancosa, cheia de informações  importantíssima com objetivo de apoiar os catadores  principalmente  os dos lixão que em sua vez e sonho de criança, procurava apoiar os trabalhadores  porem nao sabia como.

Porém as palestras e oficinas dos representantes dos ministérios da república, Instituições públicas e privadas e catadoras representantes de várias cidades Brasileira foram bastante esclarecedoras. A oportunidade de sentar e ser ouvidas pelos representantes ministeriais sobre as demandas estaduais e muito importantes.

Para Fernando Silva, que e importante combater o trabalho de crianças nos lixões brasileiros, onde de acordo com ele as denúncias feitas aí disque 100, o tanque de denúncias apontam  em:

1º lugar trabalho infantil doméstico (32%),

2º lugar atividades proibida ilícitas (18%),

3º lugar a catação de lixo e trabalho em rua.

Ressalta que existem 33 direitos fundamentais garantidos por lei que os catadores e seus filhos não estão tendo acesso. Sendo imprescindível garantir esses direitos a categoria e seus filhos, por meio de orçamento do governo federal, estadual e municipal por meio de acesso a todas as políticas públicas de garantia de direitos humanos básicos, e ressalta “para mim todos os direitos Básicos são importantes”. O evento terminou com palestra das representantes do Ministério do trabalho emprego, ministério da educação, ministério das mulheres, ministério desenvolvimento social e ministério dos direitos humanos.

Assessoria

Artigos relacionados

- Advertisement -spot_img

Últimas Notícias