34.3 C
Rondonópolis
sábado, março 2, 2024

Buy now

Sanear inscreve Projetos e Município pode receber quase R$ 200 milhões no novo PAC

O novo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 3) pode garantir maior estabilidade e assegurar as bases para que o saneamento de Rondonópolis suporte o crescimento nos próximos anos. A avaliação é do presidente do Sanear, Paulo José Correia, que confirmou o registro de projetos que somam mais de R$ 190 milhões em obras nos sistemas de água e esgoto do município.

“A nossa equipe fez um amplo diagnóstico e elaborou 38 projetos que foram divididos em seis grupos e registrados dentro do prazo estabelecido pelo Governo Federal. Agora precisamos fazer o trabalho político e contamos com nossos parlamentares federais para conseguir a aprovação do maior número possível”, ressaltou Paulo José.

Dentre os projetos elaborados, 21 são considerados prioritários – sendo 10 para o sistema de água e 11 relacionados à coleta e tratamento de esgoto.

Os projetos foram apresentados ao prefeito José Carlos do Pátio em reunião com o secretariado que contou também com o com o gerente-executivo da Presidência da República, Gileno Oliveira. O prefeito elogiou o trabalho da equipe do Sanear, reiterando a relevância dos investimentos para Rondonópolis.

“O saneamento tem uma importância estratégica para o crescimento da cidade. Os investimentos que fizemos anteriormente para universalizar os serviços de água, esgoto e coleta de resíduos foram fundamentais para que Rondonópolis tivesse o crescimento demonstrado no último censo do IBGE. Com estes projetos poderemos dar continuidade a esse ciclo positivo”, explicou Pátio.

Para o sistema de água os investimentos envolvem a implantação de novas redes para os bairros Alfredo de Castro III, Altamirando II, Chácaras Recreio Boa Vista e também a região do novo Centro Político e Administrativo (CPA). Também estão previstas a construção de novos reservatórios e adutoras para ampliar a capacidade de atendimento em toda a cidade.

Os projetos contemplam também a implantação de redes de esgoto nos bairros citados acima e na Vila Paulista. O município está pleiteando ainda recursos para a construção de estações elevatórias, coletores, adutora e uma nova Estação de Tratamento de Esgoto.

“Nas duas primeiras edições do PAC nós conseguimos grandes avanços. Sabemos que hoje o momento é outro, mas estamos confiantes e queremos repetir o sucesso”, disse Paulo José.

Nesta etapa do novo PAC o Governo Federal vai disponibilizar R$ 65,2 bilhões em investimentos para projetos apresentados por prefeitos e governadores em áreas essenciais como saúde, educação, infraestrutura social e urbana e mobilidad

ASSESSORIA

Artigos relacionados

- Advertisement -spot_img

Últimas Notícias