21.1 C
Rondonópolis
terça-feira, abril 23, 2024

Buy now

Nos Estados Unidos, Medeiros e mais 16 deputados federais denunciam falta de liberdade no Brasil

Deputado mato-grossense foi convidado para participar de reunião com parlamentares americanos

O deputado federal José Medeiros (PL-MT) foi convidado para participar nesta segunda-feira (11), em Washington, nos Estados Unidos, de uma reunião com os deputados norte-americanos Christopher Smith, presidente da Comissão de Direitos Humanos do Congresso Americano, e María Elvira Salazar, ambos do Partido Republicano. Ao lado de parlamentares brasileiros e americanos, Medeiros vai debater a crise na democracia brasileira, a liberdade e o Estado Democrático de Direito.

Além da reunião, a comitiva da Câmara dos Deputados, composta por 17 deputados federais, vai participar de uma extensa agenda em Washington até o dia 14 de março. A agenda inclui uma coletiva de imprensa no Capitólio nesta segunda, reunião com o embaixador de Israel nos Estados Unidos na terça-feira (14) e na quarta-feira (14) um encontro com a Comunidade Brasileira no Exterior organizado pelo Movimento Yes Brasil USA.

“Fui convidado para debater temas importantes para o nosso país como a liberdade de expressão, a perseguição política e as graves violações aos direitos humanos. O crescimento do autoritarismo em nosso país está preocupando o mundo. Nossa luta é em defesa da democracia e para impedir que o Brasil se torne uma Venezuela, ditadura amiga do PT”, disse Medeiros, que embarcou para os Estados Unidos neste domingo (11) junto com os deputados Gustavo Gayer (PL-GO), Bia Kicis (PL-DF), Amália Barros (PL-MT), Paulo Bilinsky (PL-CE), Marcel van Hattem (Novo), entre outros.

Uma manobra da esquerda americana barrou uma audiência dos parlamentares brasileiros na Comissão de Direitos Humanos do Congresso dos Estados Unidos. O deputado do Partido Democrata, Jim McGovern, que divide a presidência da Comissão de Direitos Humanos com Christopher Smith, vetou a discussão sobre a crise na democracia brasileira.

“Para calar a verdade sobre o que está ocorrendo no Brasil a recorreram à censura, que é a arma dos covardes e fracos”, declarou o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP), que também está nos EUA para participar da agenda.

ASSESSORIA

Artigos relacionados

- Advertisement -spot_img

Últimas Notícias