35.4 C
Rondonópolis
sábado, maio 18, 2024

Buy now

Governo Lula anuncia suspensão da dívida do RS com a União por três anos

O Governo Federal anunciou, ontem segunda-feira (13), a suspensão do pagamento da dívida do Rio Grande do Sul com a União por um período de 36 meses. Essa ação visa liberar recursos no montante de R$11 bilhões para um fundo dedicado à reconstrução do estado, que foi duramente atingido por desastres ambientais recentes, principalmente devido às fortes chuvas.

Durante a reunião de hoje entre o governo federal e o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, anunciou essa suspensão dos pagamentos das parcelas da dívida estadual com a União, proporcionando um alívio considerável ao caixa do estado em um momento crítico.

Além da suspensão dos pagamentos, outra medida importante é o perdão dos juros da dívida estadual, que serão zerados sobre todo o estoque pelo mesmo período de três anos. Esse perdão representa um valor significativo de R$12 bilhões, contribuindo ainda mais para a estabilidade financeira do Rio Grande do Sul em meio à atual crise.

Em seu pronunciamento durante a reunião, o ministro Haddad ressaltou a importância dessas medidas para o estado, afirmando: “Poderemos contar com R$11 bilhões de reais para um fundo contábil que deverá ser investido na reconstrução do estado”.

As chuvas intensas que têm assolado o Rio Grande do Sul resultaram em uma tragédia humana e social, com um número alarmante de mortes e desaparecidos. De acordo com dados da Defesa Civil, já são 147 mortes confirmadas e 127 pessoas desaparecidas. Mais de 2 milhões de pessoas foram afetadas pelas inundações, levando uma parte significativa da população a buscar refúgio em áreas mais altas e até mesmo em estados vizinhos, como Santa Catarina.

Os impactos das chuvas também se refletem na infraestrutura do estado, com 303 mil pontos sem energia elétrica e 208 mil imóveis sem água. 

“Vamos ter que pensar juntos soluções mais perenes e de longo prazo, e fico feliz de saber que temos no seu governo a possibilidade dessa discussão, presidente”, finalizou Leite. 

Brasil 247 

Artigos relacionados

- Advertisement -spot_img

Últimas Notícias