22.2 C
Rondonópolis
terça-feira, junho 25, 2024

Buy now

Meloni vai à Ucrânia e admite preocupação com invasão russa à Europa

A primeira-ministra da Itália, Giorgia Meloni, se reuniu ontem terça-feira com o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, e ressaltou o apoio aos ucranianos na guerra contra Rússia. Para Meloni, não haverá “paz real” em caso de rendição da Ucrânia.

Meloni ressaltou que ajudará a Ucrânia com materiais bélicos, mas não vai fornecer aviões militares ao país. Em compensação, ela confirmou que organizará uma cúpula para angariar financiamentos para a reconstrução do país.

A primeira-ministra italiana aproveitou a visita para visitar cidades destruídas pelo Exército russo. Durante a conversa, Meloni ressaltou a preocupação de que uma possível derrota da Ucrânia provoque uma onda de invasão da Rússia em outros países europeus.

A visita de Giorgia Meloni é considerada uma das mais significativas pela União Europeia. A primeira-ministra da Itália é ligada à extrema-direita do país e tem como seu padrinho político o ex-primeiro-ministro Silvio Berlusconi, um dos melhores amigos do presidente russo, Vladimir Putin.

Em diversas oportunidades, Berlusconi criticou Zelensky e culpou a Ucrânia pelo início da guerra com a Rússia. Para o italiano, os ucranianos deveriam desistir da região de Donbass e deixar com que os russos anexem os estados.

Questionado sobre as falas de Silvio Berlusconi, Volodymyr Zelensky criticou o ex-primeiro-ministro e disse que Berlusconi não “sabe o que é dormir sendo bombardeado”.

IG NOTÍCIAS

Artigos relacionados

- Advertisement -spot_img

Últimas Notícias