24.7 C
Rondonópolis
domingo, junho 16, 2024

Buy now

Senador tem 10 dias para explicar ao MPF visita à Terra Yanomami

MPF (Ministério Público Federal) em Roraima determinou que o senador Chico Rodrigues (PSB-RR) preste esclarecimentos sobre sua visita à Terra Indígena Yanomami . O parlamentar esteve no local na última segunda-feira (20).

A solicitação serve para que o MPF saiba quais foram os objetivos e ações da Comissão Temporária Externa na Terra Indígena Yanomami, que é presidida pelo senador.

O ofício foi entregue ao parlamentar, para Funai (Fundação Nacional dos Povos Indígenas) e para o COE-Yanomami (Centro de Operações de Emergências em Saúde Pública). As respostas devem ser entregues em até 10 dias.

Chico ficou conhecido nacionalmente em 2020, quando foi flagrado pela Polícia Federal com R$ 33 mil na cueca. Os valores foram encontrados depois que a PF cumpriu um mandado de busca e apreensão na casa do senador durante apuração de um suposto esquema de desvio de verba pública para o combate à Covid no estado de Roraima.  O parlamentar negou a irregularidade e disse que as notas seriam usadas para pagar funcionários.

Leia a íntegra da nota do MPF:

“O Ministério Público Federal em Roraima oficiou a Fundação Nacional dos Povos Indígenas (Funai), o Centro de Operações de Emergências em Saúde Pública (COE-Yanomami) e o senador Chico Rodrigues, na condição de presidente da Comissão Temporária Externa para acompanhar in loco a situação dos Yanomami, solicitando informações acerca da visita realizada no Terra Indígena Yanomami no último dia 20.

A medida visa a identificar os objetivos e atividades da referida Comissão Temporária Externa na Terra Indígena Yanomami, na perspectiva da defesa dos povos que habitam a TI Yanomami. Foi concedido prazo de 10 dias para resposta”.

Comissão Temporária Externa na Terra Indígena Yanomami

O grupo criado é presidido por Chico Rodrigues e conta com os senadores Dr. Hiran (PP-RR), Mecias de Jesus (Republicanos-RR), Elizane Gama (PSD-MA) e Humberto Costa (PT-PE).

A Terra Yanomami vive uma grave crise humanitária e sanitária, porque dezenas de adultos,  crianças e bebês passam por Grace desnutrição e malária. Todos esses problemas estão sendo ocasionados por causa do garimpo ilegal.

IG ÚLTIMO SEGUNDO

Artigos relacionados

- Advertisement -spot_img

Últimas Notícias