22.2 C
Rondonópolis
terça-feira, junho 25, 2024

Buy now

29º Torneio Leiteiro da 49ª Exposul tem final hoje

Na edição de 2023 tem a participação de 13 animais, entre vacas e novilhas. A premiação será hoje às 20h30

A 29ª edição do torneio Leiteiro da 49ª Exposul este ano leva o nome de José Augusto Amorim Vicente. Uma homenagem a um parceiro e organizador do evento por muitos anos, cujo falecimento ocorreu em 2021. No dia 8 de agosto, deu início ao aguardado 29º Torneio Leiteiro. O evento, que atrai pecuaristas na criação de gado leiteiro de toda a região, promete mais uma vez colocar à prova a genética e a produção das melhores vacas e novilhas da área.
No primeiro dia do torneio, os produtores e criadores apresentaram um total de 13 animais inscritos, sendo 10 vacas e 3 novilhas, onde tiveram a esgota do leite. Essa etapa inicial permite uma avaliação prévia da produção leiteira das participantes, dando aos criadores uma ideia do que esperar nos próximos dias de competição.
No segundo dia, 9 de agosto, teve início oficial a fase de ordenha. Durante três dias consecutivos, os participantes se dedicaram a esse desafio, realizando um total de seis ordenhas, divididas em duas por dia. Essa etapa do torneio é crucial para determinar a produção leiteira sustentada ao longo do evento.
No primeiro dia de ordenha, teve como destaque a vaca Chumbada, que produziu 46,660 kg de leite. Além disso, entre as novilhas, a Marina também se destacou ao produzir 37,240 kg de leite.
Cristiano Resende, coordenador técnico do Torneio Leiteiro, detalhou os critérios de premiação destinados aos melhores desempenhos. Ele ressaltou que o animal que apresentar o maior índice de produção na média final será consagrado como vencedor. A premiação alcança a soma de 30 mil reais e abrange a classificação do 1° ao 3° lugar em ambas as modalidades do torneio.
A produtora Alessandra Alves marcou presença no torneio com um total de quatro animais, sendo duas vacas e duas novilhas. Durante o evento, ela compartilhou informações sobre como otimizar a produção de leite por meio de cuidados específicos. Ela enfatizou a importância de oferecer um ambiente tranquilo para as vacas, onde estão alojadas, visando reduzir o estresse e promover um ambiente propício para a produção. Além disso, Alessandra ressalta a relevância de uma alimentação adequada, que atenda às necessidades nutricionais das vacas e novilhas. “Para garantir um aumento consistente na produção, é necessário manter água disponível à vontade, assegurando a hidratação constante das vacas”, explicou a criadora.
A 49º Exposul tem como apoiadores a Prefeitura Municipal de Rondonópolis, Câmara Municipal de Rondonópolis, Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja), Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar MT) e Associação dos Produtores de Sementes de Mato Grosso (Aprosmat).

Fotos: Wagner Montanari

Artigos relacionados

- Advertisement -spot_img

Últimas Notícias