20.5 C
Rondonópolis
terça-feira, junho 25, 2024

Buy now

Prefeito recebe Associação de Atletismo e ouve demandas

Que Rondonópolis é um celeiro de formação de atletas que despontam no cenário esportivo local, regional, estadual, nacional e até internacional não é segredo para ninguém. Por conta disso, e pensando em fortalecer o esporte em geral na cidade, a gestão municipal não tem medido esforços no sentido de criar políticas públicas que fomentem a atividade na cidade. 

Por esta razão, na manhã desta quinta-feira (17), o prefeito José Carlos do Pátio recebeu uma comissão representativa da Rondonópolis Associação de Atletismo e Esporte Inclusivo (RAAEI), na sala de reuniões do Palácio da Cidadania, onde ouviu demandas da categoria e se prontificou a buscar mecanismos legais que auxiliem, fortaleçam e popularizem a prática esportiva do atletismo na cidade.

Acompanhando os dirigentes, vários atletas de alta performance, incluindo alguns ‘para-atletas’, participaram da reunião, que contou ainda com a participação da secretária Municipal de Esportes e Lazer (SMEL), Suzan Meire Binha. Na verdade, a reunião foi articulada pelo vereador Beto do Amendoim.

Pátio ouviu as demandas dos desportistas e externou seus planos de fomentar o esporte na cidade,  revelando ainda aos coordenadores da Associação, que a Smel, juntamente à Semed – Secretaria Municipal de Educação, já estão trabalhando no sentido de ampliar as ações voltadas aos esportes nas unidades educacionais do município, incluindo aí o recém-criado Departamento de Seleções, que vai disponibilizar mecanismos de fomento e apoio às seleções esportivas estudantis da cidade, para participar e disputar competições não apenas na cidade, bem como na região e até em outros estados.

O professor e coordenador do departamento de atletismo paralímpico da RAAEI, Gerson Vicente, falou sobre a principal demanda da associação que é pleitear junto à administração municipal, uma política pública que viabilize recursos públicos para ajuda de custo (bolsa atleta), para que os atletas de ponta (alto rendimento) possam exercer a atividade esportiva sem correr o risco de ter que abandonar o esporte por conta da falta de condições financeiras. E ainda a construção de uma pista oficial de atletismo na cidade.

Vicente destaca a atividade ‘para atlética’, pois segundo ele, Rondonópolis já produziu e mantém esportistas do para atletismo, que detém os dois recentes recordes nacionais na atividade esportiva paralímpica.

Como resultado parcial dessa primeira reunião entre a associação e a gestão municipal, já ficou agendado um segundo encontro para a próxima segunda-feira (21) entre a secretária Suzan Meire e a direção da Raaei, para formatarem um documento com as demandas da entidade, e que possa ser protocolado e apresentado de forma oficial ao prefeito no dia 25/08.

Todavia, Pátio já externou interesse em auxiliar a instituição atlética, e ir além: fomentar o esporte do atletismo com políticas públicas que o popularizem e abra à participação de mais estudantes, ampliando a possibilidade de revelação de novos e futuros talentos.

Conforme o professor Gerson Vicente, a Associação de Atletismo, tem 13 anos de fundação e trabalha em média com cerca de 80 atletas por ano, incluindo os ‘para-atletas’ de alto rendimento de configuração nacional e internacional. Mas, segundo ele, “já houve para atletas locais que chegaram a configuração internacional. Na verdade a associação começa as suas atividades com atletas, com idade a partir dos oito anos trabalhando as suas potencialidades, mas existem alguns atletas adultos treinando e se preparando com apoio da instituição.

ASSESSORIA

Artigos relacionados

- Advertisement -spot_img

Últimas Notícias