www.asyabahis.org dumanbet.live pinbahiscasino.com www.sekabet.net www.olabahisgir.com www.maltcasino.net faffbet-giris.com www.asyabahisgo1.com www.dumanbetyenigiris.com pinbahisgo1.com sekabet-giris2.com www.olabahisgo.com www.maltcasino-giris.com faffbet.net betforward1.org betforward.mobi 1xbet-adres.com 1xbet4iran.com romabet1.com www.yasbet2.net 1xirani.com www.romabet.top 3btforward1.com 1xbet 1xbet-farsi4.com سایت شرط بندی معتبر
29.5 C
Rondonópolis
sábado, julho 13, 2024

Buy now

Governador quer ampliar para 50 número de escolas cívico-militares em Mato Grosso

O governador Mauro Mendes enviou, hoje, o projeto de lei à Assembleia Legislativa para instituir o Programa de Escolas Cívico-Militares em Mato Grosso para selecionar escolas já existentes da rede estadual e convertê-las para escolas cívico-militares. “Queremos ampliar o número de escolas militares, porque este é um grande pedido que eu tenho recebido, principalmente no interior do Estado, pelos pais, mães, lideranças e da própria comunidade”, explicou o governador.

Mauro adiantou que a meta é ampliar as atuais 26 escolas militares em Mato Grosso para pelo menos 50 unidades. “Nessas unidades, temos um ambiente escolar adequado, com disciplina e respeito, e, com isso, a aprendizagem dos alunos melhora muito. Tanto que no IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica), que é o índice oficial que mede a Educação de todo o país, a maioria dos melhores índices de Mato Grosso são as nossas escolas militares”, acrescentou.

O secretário de Educação, Alan Porto, esclareceu que as escolas cívico-militares possuem o mesmo material de ensino que as demais, bem como os professores também são os mesmos da rede estadual. “A rede de professores, toda a parte pedagógica, é igual a de uma escola regular. Com esse projeto de lei aprovado, nós podemos poder ampliar significativamente o número de escolas cívico-militares. Esse é um pedido da própria comunidade escolar, dos próprios prefeitos, vereadores, e a gente tem certeza que, com a criação dessas escolas, vamos aumentar e melhorar a qualidade do ensino”, disse.

Mauro debateu detalhes do projeto de lei também com o secretário-chefe da Casa Civil, Fábio Garcia, e o senador Mauro Carvalho.

Semana passada, em São Paulo, Mauro se reuniu com os diretores do Instituto Península, para buscar novas experiências eficientes para a Educação pública e foram alinhadas novas estratégias voltadas à qualificação dos professores e metodologias atrativas aos estudantes.

Só Notícias 

Artigos relacionados

- Advertisement -spot_img

Últimas Notícias