25.1 C
Rondonópolis
segunda-feira, abril 15, 2024

Buy now

Brasil perde da Argentina no Maracanã e amarga primeira derrota em casa na história das Eliminatórias

A Seleção Brasileira amargou, na noite de ontem terça-feira, a sua primeira derrota como mandante na história das Eliminatórias Sul-Americanas. Em pleno Maracanã, o Brasil perdeu por 1 a 0 para a Argentina, pela sexta rodada do torneio. O gol foi anotado por Otamendi. Após o apito final, torcedores vaiaram o time de Fernando Diniz.

A partida ficou marcada por uma grande confusão. Antes da bola rolar, torcedores brasileiros e argentinos entraram em conflito em um dos setores do Maracanã. Houve troca de agressões e objetivos foram arremessados. Os jogadores da Argentina tentaram acalmar a situação e chegaram a deixar o gramado, mas voltaram após a Polícia conseguir apaziguar a situação.

Com o resultado, o Brasil chegou a terceira derrota seguida e caiu para a sexta colocação da competição, com sete pontos. Os argentinos seguem na ponta, com 15. As seis primeiras seleções garantem vaga na Copa do Mundo de 2026. A sétima vai para a repescagem.

O próximo compromisso da Seleção Brasileira pelas Eliminatórias é apenas em 5 de setembro de 2024, contra o Equador, em casa, pela sétima rodada. No mesmo dia, a Argentina recebe o Chile. Antes disso, haverá a disputa da Copa América de 2024, que será nos Estados Unidos.

O jogo – Depois de 30 minutos de atraso por conta da briga, a partida começou bem tensa no Maracanã. Os visitantes tentaram controlar as primeiras ações e chegaram com perigo aos quatro minutos. Julian Álvarez foi acionado na ponta esquerda, fez boa jogada e bateu rasteiro, porém em cima da marcação.

Nos minutos seguintes, o jogo ficou bem truncado, com os jogadores trocando faltas duras. Os mandantes acabaram se prejudicando mais, com dois cartões amarelos, sendo um para Gabriel Jesus e outro para Raphinha.

A Seleção até tentou tentou se lançar um pouco mais ao ataque a partir dos 30 minutos. A equipe de Fernando Diniz até chegou a rondar a área, especialmente pelas beiradas, mas teve dificuldade para concluir em gol. A primeira conclusão saiu aos aos 38. Raphinha cobrou falta e mandou por cima, com perigo.

Já aos 43, Gabriel Martinelli aproveitou a sobra na entrada da área após cobrança de escanteio e buscou o cantinho. A bola até tinha o endereço, contudo Romero apareceu em cima da linha para evitar o tento.

Na volta do intervalo, o Brasil melhorou e passou a ser mais agudo no ataque. Com três minutos, Bruno Guimarães cruzou rasteiro e por pouco não viu Rodrygo completar para a rede. Na sequência, Raphinha foi lançado na direita e, sem ângulo, chutou em cima do goleiro.

Aos 12, a Seleção teve uma chance de ouro de abrir o placar. Gabriel Jesus fez linda jogada pela esquerda e deixou na medida para Martinelli, sozinho na entrada da área. O camisa 7, porém, bateu em cima de Emiliano Martínez.

E a chance perdida custou muito caro. Isso porque a Argentina foi fatal na resposta. Aos 17, Lo Celso cobrou escanteio e Otamendi subiu mais que André e Gabriel Magalhães para testar no ângulo e inaugurar o marcador.

Em desvantagem, o Brasil tentou pressionar em busca da igualdade. A equipe, contudo, voltou a esbarrar na falta de criatividade. E a vida dos mandantes ficou ainda mais difícil após Joeliton ser expulso. O volante agrediu De Paul, sem bola.

Nos minutos finais, a Seleção rondou a área, porém nada foi suficiente para evitar a derrota. Irritada, a torcida gritou até “olé” para a troca de passes dos argentinos.

Gazeta Esportiva

Artigos relacionados

- Advertisement -spot_img

Últimas Notícias