23.7 C
Rondonópolis
domingo, março 3, 2024

Buy now

Novo Sistema de captação de água no rio vermelho será inaugurado em 2024

A partir do ano que vem Rondonópolis contará com mais uma inovação no sistema de captação de água bruta do Rio Vermelho. A unidade reponde por quase 40% do abastecimento de água e terá novas bombas, estrutura física ampliada e um processo de pré-tratamento que dará mais qualidade, economia e estabilidade a todo sistema. As obras estão em fase final e foram vistoriadas pelo presidente do Sanear, Paulo José Correia.

“A nossa expectativa é que tudo fique pronto no primeiro trimestre de 2024. É mais um passo que estamos dando para modernizar o sistema de abastecimento de água, que hoje já é considerado um dos melhores do Brasil”, disse Paulo José.

O investimento dotará a unidade de um sistema paralelo de bombeamento, deixando o atual como sobressalente para situações de urgência. A grande novidade será a instalação de um desarenador e uma unidade para a remoção de partículas sólidas da água bruta. Isso deixará o produto final com mais qualidade e ampliará a vida útil dos equipamentos, com a redução da corrosão causada principalmente pelo alto teor de areia na água captada.

O projeto prevê ainda obras de contenção nas margens do rio, reforma da casa de máquinas, a construção de uma nova guarita e espaços adequados para o armazenamento e mistura de produtos químicos utilizados no tratamento da água.

Modernização vai garantir mais economia e qualidade no abastecimento de água em Rondonópolis.

“Também adquirimos equipamentos para ampliar a automação de todo o sistema. Isso permitirá diagnósticos em tempo real, agilizando medidas para aprimorar o funcionamento e solucionar eventuais problemas”, destaca Paulo José.

Paulo José, presidente do Sanear, visitou obras na unidade de captação de água do Rio Vermelho.

As mudanças na unidade de captação de água bruta do Rio Vermelho estão orçadas em R$ 1,6 milhão e são a etapa final de um projeto maior, totalizando R$ 43 milhões, para a ampliação e modernização do sistema. Os recursos foram obtidos ainda na gestão da ex-presidente Dilma Rousseff, no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

Além da captação feita no Rio Vermelho, o abastecimento de água em Rondonópolis conta com um sistema de superpoços que responde por mais de 60% do volume fornecido à população.

ASSESSORIA

Artigos relacionados

- Advertisement -spot_img

Últimas Notícias