22.2 C
Rondonópolis
sábado, fevereiro 24, 2024

Buy now

R$ 5 milhões: Cláudio Ferreira viabiliza compra de ressonância magnética para saúde pública de Rondonópolis

Santa Casa recebeu recursos nesta sexta-feira (22)

Após ação do deputado estadual Cláudio Ferreira (PL) a Santa Casa de Misericórdia de Rondonópolis recebeu nesta sexta-feira (22) R$5 milhões para a aquisição de uma ressonância magnética, a primeira da saúde pública do município. A destinação dos recursos é resultado da atuação do parlamentar junto à Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso (SES-MT).

O parlamentar lembrou da importância de priorizar a oferta de serviços de saúde mais abrangentes e eficientes em Rondonópolis, especialmente em resposta às condições precárias da cidade, marcada pela superlotação da UPA e de outras unidades, resultando em atrasos nos atendimentos, exames e consultas previamente agendadas.

“Essa é uma grande novidade e vitória para a saúde pública do nosso município e também das cidades da região. Agora, as pessoas mais humildes terão acesso a exames precisos e caros, muitas vezes fora de seu alcance financeiro, de maneira gratuita pelo SUS”, comemorou Cláudio Paisagista, como é conhecido.

Além de possibilitar a aquisição desse equipamento de última geração, os recursos também serão destinados a reformas estruturais na Santa Casa, uma instituição que atende 19 municípios da região sul. A atuação do deputado demonstra a efetividade e firmeza de seu trabalho na Assembleia Legislativa que, além de aprovar leis com impacto positivo para os cidadãos, vem buscando a melhora do sistema de saúde pública no estado.

O parlamentar ressaltou a realidade das pessoas que vivem em situação de vulnerabilidade social e econômica, que sofrem com a falta de qualidade nos serviços de saúde em Rondonópolis e destacou que a conquista da ressonância magnética e outros recursos, alcançada em menos de um ano de mandato, faz parte de seu compromisso de trabalhar para atender as prioridades da população, cobrando uma gestão eficiente e competência nas ações voltadas ao desenvolvimento. “Tenho compromisso com as pessoas e a boa gestão dos recursos públicos, portanto destinamos todo o crédito que tínhamos junto ao governo para atender uma prioridade e melhorar decisivamente a vida das pessoas que não podem pagar por esse exame, que em média custa mais de R$1.000.00, o poder público tem dinheiro, o que falta é seriedade, gestão e parar de fazer política com áreas sensíveis como a saúde pública, queremos levar nossa experiência da iniciativa privada para fazer gestão de resultado”, declarou Ferreira.

Cláudio Ferreira também agradeceu ao governador Mauro Mendes (União) e ao secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, por terem atendido as demandas levadas pelo seu gabinete.

ASSESSORIA

Artigos relacionados

- Advertisement -spot_img

Últimas Notícias