22.2 C
Rondonópolis
sábado, fevereiro 24, 2024

Buy now

Aprendizagem de alunos das escolas estaduais de Mato Grosso avança 28,4%, aponta indicador da FGV

As avaliações realizadas no ano passado pela secretaria estadual de Educação, em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), com estudantes do ensino fundamental e médio da Rede Estadual de Ensino, mostraram um avanço de 28,4% no Indicador do Processo de Ensino e Aprendizagem (IPEA-MT) nos dois últimos anos. Foram avaliados estudantes do Ensino Fundamental, do 2º ao 9º ano, e do Ensino Médio, do 1º ao 3º ano.

No primeiro ano de avaliações, a média do indicador foi de 4,29. Agora, no segundo ano do IPEA-MT, a média subiu para 5,51. As informações foram apresentadas durante uma coletiva de imprensa com presença do ex-ministro da Educação e diretor do Centro de Desenvolvimento da Gestão Pública e Políticas Educacionais da FGV, José Henrique Paim, que comemorou os dados positivos.

“Essa avaliação é uma forma eficiente de diagnosticar o nível de aprendizagem de cada estudante da rede, verificando o quanto daquele conteúdo foi absorvido e se o estudante está conseguindo acompanhar o desenvolvimento curricular. Feito isso, o próximo passo é atuar em novas metas e avançar com o aprendizado”, explicou Paim.

Em 2023, a aferição diagnóstica dos resultados passou a ser mais inclusiva de toda a rede, com maior participação. O secretário de Estado de Educação, Alan Porto, destacou que o indicador tem sido primordial para o avanço da educação em Mato Grosso, principalmente por auxiliar na orientação curricular do jovem estudante.

“Começamos a utilizar o indicador em 2022, e percebemos que é uma ferramenta muito necessária para a recomposição da aprendizagem. Em 2024, vamos trabalhar com material adaptativo para ajudar a nivelar o estudante que tenha alguma dificuldade. Esses indicadores validam todos os nossos esforços em busca da qualidade nos resultados e nas metas que vão colocar a Rede Estadual de Educação entre as cinco mais bem avaliadas pelo Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) até 2032 ”, disse, através da assessoria.

Redação Só Notícias

Artigos relacionados

- Advertisement -spot_img

Últimas Notícias