22.2 C
Rondonópolis
sábado, fevereiro 24, 2024

Buy now

Prefeito assina nesta segunda ordem de serviço para construção de novo terminal urbano

O prefeito de Rondonópolis, Zé Carlos do Pátio (PSB) , assina nesta segunda-feira (8) , a ordem de serviço para início da obra de construção do Terminal de Transporte Coletivo, na região central de Rondonópolis (antiga rodoviária).

A assinatura será divulgada por meio de entrevista coletiva à imprensa e a obra é classificada dentro do grupo do prefeito como uma das mais importantes da atual gestão e apontada também como divisor de água para o funcionamento da autarquia do transporte coletivo.

O novo terminal é uma obra aguardada há pelo menos 24 anos.

A empresa ML Engenharia, apresentou o valor global de R$ 11.000.065,61  e foi declarada vencedora do certame.

A obra do terminal será realizada no terreno da antiga rodoviária na região central da cidade. O local deverá contar com hangares para ônibus e uma grande estrutura para atender o usuário do transporte como lojas, lanchonetes, restaurantes e área de descanso. O projeto faz parte do plano de mobilidade urbana da cidade e vai atender a demanda da Autarquia do Transporte Coletivo como ponto de integração.

O terreno da antiga rodoviária está parcialmente abandonado desde o ano 2000, quando o terminal Alberto Luz foi construído. Durante esse período, o local tem servido como uma espécie de estacionamento improvisado para carros e os próprios ônibus da autarquia do transporte coletivo.

No começo dos anos 2000, o local ainda chegou a funcionar como terminal urbano improvisado, que foi rapidamente desativado.

Apenas um pedaço do terreno é ocupado para atender a demanda do Poupa Tempo, que funciona em prédio construído no local em 2018, ainda na gestão do ex-governador Pedro Taques.

ANTIGA ESTAÇÃO

Antiga rodoviária que foi desativada em 2000

Inaugurada na década de 70, o local funcionou como rodoviária municipal até o ano 2000, quando foi desativada. O local à época contava com bares, lojas e restaurantes. A rodoviária tinha linhas para Cuiabá e para os estados do Norte, Nordeste, Sul e Sudeste.

Mas, com o passar dos anos foi sofrendo uma grande degradação e no final havia virado zona de prostituição e de comércio de drogas.

Para garantir a segurança, havia um posto da Polícia Militar que também chegou a funcionar.

Fonte:Lucas Franco Perrone

Artigos relacionados

- Advertisement -spot_img

Últimas Notícias