34.3 C
Rondonópolis
sábado, março 2, 2024

Buy now

Motoristas do transporte coletivo em Rondonópolis iniciaram paralisação ontem pela manhã (29)

Ontem de manhã (29), os trabalhadores do transporte coletivo de Rondonópolis pararam suas atividades em protesto, começando às 4 horas na sede da autarquia. A greve ocorre devido a mudanças na contratação de motoristas, resultantes do fim do contrato com a empresa Cidade de Pedra.

O presidente do Sindicato da categoria, Afonso Aragão, declarou que a paralisação seguirá todas as normas legais e enfatizou que a adesão é completa, alcançando 100% dos trabalhadores do setor. O principal motivo da mobilização está ligado à ausência de um acordo sobre a rescisão do contrato de trabalho com a Cidade de Pedra. De acordo com as novas propostas, essa rescisão resultaria na absorção dos profissionais por uma cooperativa.

Foto: Primeira Hora

O atual contrato com a empresa está programado para encerrar no dia 31 deste mês, com a expectativa de que, teoricamente, os motoristas comecem a operar através da cooperativa no dia seguinte. No entanto, a categoria discorda do modelo de contratação proposto pela autarquia, que os converteria em cooperados em vez de trabalhadores contratados.

Os motoristas reconhecem o fim do contrato com a Cidade de Pedra, mas mostram resistência à ideia de serem vinculados a um sistema cooperativo. A principal preocupação dos trabalhadores é a possível perda dos direitos trabalhistas assegurados pela CLT, bem como a renúncia a benefícios como vale-gás e ticket alimentação.

Rafaela Lima

Artigos relacionados

- Advertisement -spot_img

Últimas Notícias